Solução Ferragens

Picadas de inseto em bebês: Como protegê-los

como evitar picada em bebe

É só o calor chegar que os mosquitos começam a aparecer e quem mais sofre com a ação deles são os bebês, por isso a proteção é indispensável. Os cuidados devem ser não só durante a noite, mas também durante o dia, e principalmente dentro de casa que é onde o bebê fica por mais tempo. Em caso de irritação, procure um médico o mais rápido possível.

Quais são os insetos que mais demonstram perigo?

Os pernilongos ou muriçocas são famosos por agirem no final da tarde e durante a noite.  O Aedes aegypti, transmissor da dengue, do zika vírus e da febre chikungunya, agem durante o dia, ele tem cor escura, manchas brancas. Já o mosquito borrachudo (muito parecido com o mosquito comum) está mais presente em regiões de praia e fazenda. Todos eles são atraídos pelo gás carbônico eliminado pela respiração e também pelo suor. Quem faz a picada é a fêmea, que precisa do sangue para reproduzir.

Proteja quem você mais ama, anote essas Dicas

Para minimizar o risco de picadas é importante ficar atento em alguns fatores:

  • Vista o bebê com roupas de cores claras, de preferência brancas, e longas, nos braços e nas pernas. Para isso escolha roupinhas de malha bem fresca para o calor.
  • Mantenha o ambiente refrigerado, pois a temperatura mais baixa e a umidade ajuda a espantar os mosquitos. Mantenha a temperatura entre 22 °C e 26 °C que é o ideal para o bebê. Você também pode usar o ventilador, mas a eficácia é menor. Não deixe o vento diretamente no bebê! Nessas opções o insetos apenas vão embora, não morrem.
  • Para proteger seu bebê no carrinho ou no berço, use mosquiteiros com poros que não ultrapassem 1,5 mm.
  • Antes de dormir, dê um banho fresco no bebê para que o suor não seja um atrativo para os insetos. Não use perfumes a noite, pois a fragrância em contato com a pele também é um chamariz para os mosquitos. 
  • A instalação de telas mosquiteiras nas janelas são indispensáveis e muito eficazes, pois aumentam muito a proteção contra mosquitos. 
  • Uma vez ao ano faça uma dedetização na casa para evitar também insetos que rastejam.

Posso usar repelente no bebê?

Por conter substâncias químicas que formam uma camada de vapor, o uso do repelente não é recomendado antes dos 6 meses de idade. E após essa idade use apenas em casos em que o uso é inevitável, como em uma ida a uma casa de campo por exemplo. Os produtos podem causar reações alérgicas e devem ser usados com orientação do pediatra.

A Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) alerta aos pais que o repelente não pode ser usado junto com filtro solar, porque não pode ser aplicado mais do que três vezes ao dia.

Nenhuma criança pode dormir com o produto! Na hora de aplicar o repelente, não use perto da boca, olhos e nariz, e nunca deixe o pequeno aplicar o produto sozinho.

Espero que esse artigo tenha sido de grande utilidade para você! Proteja quem você mais ama =)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *